Como nunca vi

de “Caminos, llaves y puertas” (2015), Letra: Jonga Lima, Música: Sebastian Paz

Naquele dia ela apareceu
E sem que eu pudesse imaginar
Puxou meus braços dentro do salão
Beijou minha boca e me pôs a dançar

Tinha um brilho nos olhos como eu nunca vi
E disse as coisas mais lindas que ouvi
Ao som dos beatles e dos rolling stones
Quebrou as portas do meu coração

E então saímos madrugada adentro
Pixando os muros da velha cidade
Trocando risos de cumplicidade
Trocando o tédio por felicidade

Éramos dois no mais completo ser
Bailando loucos, rara sincronia
Foi como um sonho, uma fantasia
Foi como um grito no amanhecer

E tudo aconteceu naturalmente
Surpreendentemente, desvairadamente
Naquele dia o amor apareceu
E sem piedade remexeu com a vida da gente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s